Notícias

Ver notícia

Índice positivo é resultado de Programa de Redução de Perdas colocado em prática pela Águas Guariroba

O município de Campo Grande aparece com destaque no site do Instituto Trata Brasil como uma das oito cidades brasileiras que cumprem os padrões de excelência dos índices de perdas de água potável. A Capital de Mato Grosso do Sul, onde a Águas Guariroba atua como concessionária de abastecimento e tratamento de água e esgoto, aparece em terceiro lugar no ranking de municípios com os menores índices de perdas de água.

Conforme o Instituto Trata Brasil, o país tem 33 milhões de habitantes sem acesso a água potável. Para além desse cenário, o Brasil apresenta uma grande ineficiência no controle de perdas de água tratada, em que mais de 40% da água é desperdiçada antes de chegar nas residências do país – como aponta o estudo de Perdas de Água 2023 (SNIS 2021), divulgado em junho pelo Instituto Trata Brasil.

Ainda conforme o Instituto, apesar dos números nacionais serem preocupantes, existem cidades que têm como prioridade o controle das perdas de água e são exemplos positivos para outros municípios do país. O estudo lançado pelo Trata Brasil mostra que oito dos 100 maiores municípios do país já se encontram nos padrões de excelência estabelecidos como meta para 2034 pela Portaria 490/2021 do MDR, ou seja, 25% em perdas na distribuição (IN049) e de 216 L/ligação/dia em perdas volumétricas (IN051).

Entre os municípios nos padrões de excelência, três são da região Centro-Oeste e cinco do Sudeste, sendo esses: Aparecida de Goiânia (GO), Goiânia (GO), *Campo Grande (MS)*, Petrópolis (RJ), Campinas (SP), Limeira (SP), São José do Rio Preto (SP) e Taboão da Serra (SP).

Campo Grande tem 19,74% de perdas na distribuição (IN049) e 116, 89 litros/ligação/dia em perdas volumétricas (IN051).

Para classificar os exemplos positivos, o relatório faz uma avaliação conjunta dos indicadores de perdas na distribuição e de perdas volumétricas, o que permite um diagnóstico mais preciso da situação das perdas na região analisada.

PROGRAMA DE REDUÇÃO DE PERDAS

O Programa de Redução de Perdas colocado em prática pela concessionária Águas Guariroba, responsável pelos serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto em Campo Grande, desenvolveu ações importantes para os resultados obtidos: o índice de perdas de água na Capital caíram de 56% em 2006 para os atuais 19,74%.

De acordo com o gerente de Operações, Ítalo Edson de Souza, promover eficiência na operação foi fundamental para alcançar os resultados. “Algumas ações foram realizadas pela concessionária como a modernização do parque de hidrômetros da cidade – hoje as residências de Campo Grande têm medidores de água mais novos e eficientes; intensificação das fiscalizações, evitando fraudes; implantação de um moderno Centro de Controle de Operações (CCO), referência no setor de saneamento; modernização dos macromedidores, que são equipamentos semelhantes ao hidrômetro, mas em dimensão maior e instalados em pontos estratégicos da rede de abastecimento e a setorização da distribuição de água, dividindo a rede da cidade em setores menores. Ao invés de olhar o sistema da cidade toda, com mais de 4 mil quilômetros de rede, a operação passou a olhar para cada bairro, cada região. Assim ficou mais fácil identificar onde estão as perdas”, revela.

Identificar vazamentos não aparentes no asfalto através de uma técnica chamada de geofonamento foi outra ação do Programa de Redução de Perdas. O geofone é como um estetoscópio de médico, aquele equipamento usado pelo profissional para ouvir os batimentos do paciente. No caso do geofonamento, os técnicos da Águas Guariroba ouvem a tubulação de água enterrada para identificar possíveis ruídos de vazamentos. Dar maior velocidade aos reparos também ajudou a reduzir os índices de perdas de água.

Para reduzir rompimentos na tubulação, outra medida do PRP foi a instalação de válvulas que reduzem a pressão da água e sensores na rede que ajudam a controlar a pressão, tudo à partir do CCO. O centro de controle também foi dotado de um software israelense que faz o monitoramento do funcionamento da rede em tempo real: o TaKaDu.

Além de todas essas ações, a Águas também está renovando redes de água mais antigas acompanhando, inclusive, obras de infraestrutura da prefeitura da Capital. Um investimento que garante um sistema de abastecimento cada vez mais eficiente, com maior regularidade no fornecimento de água para a população e, principalmente, que faz com que menos água seja perdida no trajeto de abastecimento.

O Instituto Trata Brasil reforça ainda que, “casos como esses devem ser exemplos na busca de fomentar políticas públicas, projetos e inovações, visando a implantação de programas estruturados de redução de perdas de água. A universalização do saneamento básico está diretamente atrelada aos esforços para eficiência no controle de perdas de água, ou seja, o combate às perdas será imprescindível para o acesso pleno do recurso a todos os brasileiros”.

Veja a reportagem completa: https://tratabrasil.org.br/apenas-oito-cidades-brasileiras-cumprem-os-padroes-de-excelencia-dos-indices-de-perdas-de-agua-potavel/

Compartilhar:

Veja Também

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Águas Guariroba é responsável pelos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto de Campo Grande.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Aperte o play Saiba mais
Aperte o play

Confira nossos conteúdos em vídeo