Notícias

Ver notícia

Campo Grande foi destaque nacional no Prêmio Casos de Sucesso e Inovação & Tecnologia, que reconhece boas práticas de municípios e empresas na área de abastecimento de água e esgotamento sanitário. A premiação aconteceu na tarde desta quinta-feira (10) na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo. O prêmio é uma iniciativa do Instituto Trata Brasil, em parceria com o Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais da FGV. A capital de Mato Grosso do Sul foi reconhecida por ter um dos menores índices de perdas de água no Brasil: cerca de 19%, enquanto a média nacional é de 34%.

O Programa de Redução de Perdas colocado em prática pela concessionária Águas Guariroba, responsável pelos serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto em Campo Grande, desenvolveu ações importantes para os resultados obtidos: o índice de perdas de água na Capital caíram de 56% em 2006 para os atuais 19%.

Eficiência na operação foi fundamental para alcançar os resultados. Para isso, algumas ações foram realizadas pela concessionária como a modernização do parque de hidrômetros da cidade – hoje as residências de Campo Grande têm medidores de água mais novos e eficientes; intensificação das fiscalizações, evitando fraudes; implantação de um moderno Centro de Controle de Operações (CCO), referência no setor de saneamento; modernização dos macromedidores, que são equipamentos semelhantes ao hidrômetro, mas em dimensão maior e instalados em pontos estratégicos da rede de abastecimento. Os macromedidores ajudam a levar informações de vazão da rede de água em tempo real para o CCO.

Outra ação do PRP foi a setorização da distribuição de água, dividindo a rede da cidade em setores menores. Em vez de olhar o sistema da cidade toda, com mais de 4 mil km de rede, a operação passou a olhar para cada bairro, cada região. Assim ficou mais fácil identificar onde estão as perdas.

Identificar vazamentos não aparentes no asfalto através de uma técnica chamada de geofonamento foi outra ação do Programa de Redução de Perdas. O geofone é como um estetoscópio de médico, aquele equipamento usado pelo profissional para ouvir os batimentos do paciente. No caso do geofonamento, os técnicos da Águas Guariroba ouvem a tubulação de água enterrada para identificar possíveis ruídos de vazamentos. Dar maior velocidade aos reparos também ajudou a reduzir os índices de perdas de água.

Para reduzir rompimentos na tubulação, outra medida do PRP foi a instalação de válvulas que reduzem a pressão da água e sensores na rede que ajudam a controlar a pressão, tudo à partir do CCO. O centro de controle também foi dotado de um software israelense que faz o monitoramento do funcionamento da rede em tempo real: o TaKaDu.

Além de todas essas ações, a Águas também está renovando redes de água mais antigas acompanhando, inclusive, obras de infraestrutura da prefeitura da Capital. Um investimento que garante um sistema de abastecimento cada vez mais eficiente, com maior regularidade no fornecimento de água para a população e, principalmente, que faz com que menos água seja perdida no trajeto de abastecimento.

 

Compartilhar:

Veja Também

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas Guariroba trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento em Campo Grande.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas Guariroba e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.