Notícias

Ver notícia

Concessionária tem o dever de sinalizar intervenções em espaços públicos, mas furtos deixam ambientes vulneráveis

A segurança na execução de obras e serviços é uma prioridade da Águas Guariroba. Além de garantir o uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs) de cada trabalhador, a empresa tem como regra a sinalização de locais onde estejam sendo realizados reparos ou obras relativas ao saneamento, visando a proteção de todos nestes ambientes. No entanto, o furto de cones que servem para demarcar intervenções em vias públicas ou ambientes de trabalho coloca em risco trabalhadores e a população que transita no entorno.

De acordo com o gerente de serviços da Águas Guariroba, Rodrigo Moraes de Souza, por mês, são furtados cerca de 200 cones da empresa nos locais de obras. “Isso nos causa preocupação, porque os cones são para garantir a segurança tanto de nossos colaboradores, quanto das pessoas que circulam no entorno dos locais sinalizados. Quando uma obra ou serviço não está sinalizado, pode haver acidentes, entre outros problemas”, explica.

O supervisor de segurança do trabalho da concessionária explica que vários aspectos ficam vulneráveis quando uma área não está sinalizada, em razão dos furtos de cones. “Quando eu tenho uma equipe ali atuando, com máquinas e equipamentos em operação, para a segurança da nossa equipe e de quem está no entorno, eu preciso sinalizar a área. Se alguém retira essa sinalização, essas pessoas são colocadas em risco. Quando a equipe que conclui a primeira ou segunda etapa do serviço deixa a área, eu também preciso manter a sinalização, porque, muitas vezes, o local ainda não está seguro, tem buracos ou erosões. E se a sinalização está violada, um cone ou faixa foi retirado do local, todas pessoas ficam vulneráveis”, esclarece Wodon Furtado.

Para evitar acidentes, a empresa mantém uma equipe dedicada a conferir a sinalização e repor os cones que são furtados dos locais de serviço em toda a cidade. “Nós somos a interferência no fluxo habitual daquela via ou calçada, por isso prezamos pela segurança de todos e estamos atentos, mas contamos com a conscientização da população para evitar um risco a vida, a integridade, desnecessário”, finaliza o profissional da área de segurança do trabalho.


O furto também gera impacto financeiro, uma vez que os cones precisam ser substituídos. Além disso, demanda uma operação que envolve deslocamento de equipamentos e colaboradores até os locais onde os serviços estão sendo executados. Os prejuízos giram em torno de R$ 15 mil por mês para a concessionária.

“Temos o custo dos cones e da mobilização para substituição. É preciso que haja conscientização de que esses objetos são necessários para manter trabalhadores, motoristas e pedestres protegidos”, pondera Rodrigo.


Quem encontrar um ambiente onde esteja sendo realizado um serviço/ obra da concessionária Águas Guariroba sem sinalização, pode entrar em contato com o SAC 0800 642 0115, para que a substituição seja realizada.

Compartilhar:

Veja Também

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas Guariroba.

Contato Saiba mais
Contato

A Águas Guariroba oferece um canal de comunicação eficiente. Entre em contato conosco.

Aperte o play Saiba mais
Aperte o play

Confira nossos conteúdos em vídeo

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.