Notícias

Ver notícia

Já em fase final de interligação, os novos reatores biológicos da ETE Los Angeles preparam o início da operacionalização no mês de novembro em Campo Grande. Sendo uma das principais ações da Águas Guariroba voltada para a ampliação dos serviços de tratamento de esgoto, o objetivo é expandir a rede de coleta, modernizando a rede já existente e aumentar a capacidade de tratamento para devolver o efluente à natureza.

A obra de ampliação da ETE Los Angeles conta com a instalação de dois novos reatores biológicos, ampliando o tratamento de efluentes de 900 litros/s para 1080 litros/s. Atualmente, Campo Grande conta com mais de 80% de coleta de esgoto, com 100% de tratamento.

Com a expansão, a ETE Los Angeles amplia em 20% a sua capacidade de coleta, o equivalente a mais 180 litros/segundo. Atualmente a estação é responsável por 90% do tratamento da cidade, enquanto a ETE Imbirussu trata os 10% restantes. Dessa forma, amplia o tratamento de esgoto e a qualidade na devolução do efluente para a natureza, beneficiando o meio ambiente.

“Os novos reatores biológicos da ETE Los Angeles mostram a referência nacional em saneamento que Campo Grande representa. As obras de ampliação da estação aumentarão em 20% a capacidade de coleta da estação, que é responsável por 90% do tratamento da cidade. Trata-se de uma obra importante que ampliará o tratamento de esgoto e a qualidade de devolução do efluente para a natureza, beneficiando o meio ambiente”, explica o diretor-executivo da Águas Guariroba, Celso Pachoal.

Os novos tanques contam com uma nova tecnologia desenvolvida para revestir as paredes dos reatores utilizando placas de aço vitrificado. A tecnologia, elaborada e projetada pela equipe de engenheiros da Águas Guariroba, possibilita maior eficácia no tratamento e segurança ao meio ambiente. A nova estrutura garantirá total vedação dos gases gerados durante o processo de tratamento, garantindo a segurança operacional do sistema de esgotamento sanitário.

O revestimento utilizado nos reatores é de origem austríaca, seguindo os mesmos modelos utilizados em países da Europa.

“Como o processo de tratamento produz dentro dos reatores gases com alto índice corrosivo, as equipes técnicas analisaram durante nove meses vários projetos, até se chegar ao aço vitrificado. Esta tecnologia corresponde a uma maior vida útil, garantindo durabilidade dos reatores e beneficiando o tratamento de esgoto da cidade”, destaca a gerente de Tratamento de Água e Esgoto da Águas Guariroba, Marjuli Morishigue.

Compartilhar:

Veja Também

Revista Aegea Saiba mais
Revista Aegea

Faça o download da Revista Aegea e fique por dentro das novidades que acontecem na empresa.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas Guariroba trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento em Campo Grande.

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas Guariroba.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.