Linha do Tempo

2016
Em maio, o Laboratório de Monitoramento de Qualidade da Água da Águas Guariroba foi acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre) em 15 processos e análises realizados para controle da potabilidade da água, desde a captação até a rede de distribuição.
No mês de julho, o laboratório de efluentes da Águas Guariroba se torna o primeiro de Mato Grosso do Sul a ser acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (CGCRE). São sete processos de análise acreditados para o monitoramento da qualidade do efluente que sai das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e voltam para o meio ambiente da Capital.
2015
 A Aegea foi eleita “Empresa de Saneamento do Ano” na categoria concessão privada pela revista Saneamento Ambiental – mais antiga e conceituada publicação do segmento no Brasil. A companhia gerencia a Águas Guariroba, responsável pelos serviços de água e de esgoto de Campo Grande, e atua em outros 38 municípios em oito estados no país. O evento de homenagem foi realizado na quarta-feira (05), no Centro Brasileiro Britânico, em São Paulo. Na ocasião, foi apresentada uma palestra do economista Eduardo Giannetti da Fonseca.
2014

Em agosto, a Águas Guariroba inaugura a Base Administrativa Anhanduizinho no Parque ETE Los Angeles. O local, destinado para a Guarda Municipal, além de ser sede administrativa da corporação na região, tem o objetivo de ser referência no desenvolvimento de projetos que promovam a interação com a comunidade e a prevenção à violência.

Em um marco do saneamento em Campo Grande, a Águas Guariroba iniciou no dia 2 de julho as obras da terceira etapa do Programa Sanear Morena. A ação vai universalizar o acesso ao esgoto coletado e tratado para a população da Capital até, no máximo, 2025. O Parque dos Girassóis, na região urbana do Prosa, foi o local escolhido para o lançamento das obras.

No dia 22 de março, comemorando o Dia Mundial da Água, a Águas Guariroba inaugura a obra de ampliação da ETE Los Angeles. A unidade já é a maior de Campo Grande e recebeu investimentos de R$ 19,5 milhões em obras que ampliaram a capacidade em 25%. A ação pode beneficiar até 100 mil pessoas de diversos bairros da Capital.

Em março de 2014 a concessionária entrou na vanguarda do saneamento no Brasil, fazendo de Campo Grande a primeira cidade brasileira a monitorar os sistemas de água através do moderno sistema de gerenciamento da empresa israelense TaKaDu. O software permite monitorar remotamente problemas na rede pública de água, como queda ou alta de pressão, vazamentos invisíveis e desabastecimentos, entre outros.

Moradores do bairro Jardim Noroeste, em Campo Grande, recebem obras de expansão da rede de água. A ação iniciou em janeiro de 2014. Cerca de 550 casas da região começaram a ser conectadas à rede de distribuição de água. A Águas Guariroba ampliou o sistema de abastecimento com a implantação de mais 22,3 mil metros de rede de água no bairro, que já contava com 2,8 mil residências abastecidas.

2013
IMG_7516

Campo Grande fecha 2013 com uma cobertura de 73% de rede de esgoto disponível para a população após a conclusão do programa Sanear Morena 2. A concessionária investiu R$ 57 milhões em obras que incluíram a implantação de 141.461,06 metros de rede coletora, 15.033 novas ligações domiciliares, além de uma nova estação de tratamento de esgoto. A estimativa é que mais de 48 mil moradores de 33 bairros da Capital tenham sido beneficiados com o serviço de saneamento básico.

A Águas Guariroba inicia obras de ampliação da ETE Los Angeles. Com investimentos de R$ 19,5 milhões, a ação aumenta a capacidade da maior estação de Campo Grande em 25%. A ampliação da estação Los Angeles prevê a construção de mais dois reatores anaeróbios, com capacidade para receber 90 litros por segundo cada. A obra vai atender a demanda que será gerada pelos moradores que serão beneficiados com a rede de esgoto na etapa inicial do Sanear Morena 3.

Em outubro, a Aegea, holding de saneamento do Grupo Equipav, do qual faz parte a Águas Guariroba, fechou acordo com o GIC, Fundo Soberano de Cingapura, de incremento de R$ 300 milhões nos negócios de saneamento básico. Os recursos aportados na Aegea garantirão uma estrutura de capital adequada para o plano de crescimento da Companhia e manutenção da qualidade de gestão nas operações atuais. Este investimento reforça a liderança da Companhia na busca por oportunidades de crescimento no setor.

Em agosto, a Águas Guariroba e a Prefeitura assinaram contrato com a Caixa Econômica Federal. O financiamento de R$ 170 milhões será destinado a investimentos nos serviços de água e esgoto de Campo Grande. O contrato foi assinado no dia 31 de agosto pelo presidente da concessionária, José João Fonseca, o prefeito Alcides Bernal e o superintendente da Caixa Econômica Federal de Mato Grosso do Sul, Paulo Antunes.

Em maio, A Aegea, holding de saneamento do Grupo Equipav, foi eleita Empresa do Ano no Saneamento Ambiental. A companhia foi classificada em 1º lugar, na categoria “Empresa Privada”, na eleição anual promovida pela revista Saneamento Ambiental.

O Instituto Equipav foi lançado em Campo Grande no dia 30 de abril. Com sede em Campinas (SP), a instituição tem o objetivo de apoiar e promover iniciativas e projetos voltados à melhoria do ambiente e qualidade de vida das comunidades abrangidas pela atuação das empresas do Grupo Equipav, do qual faz parte a Águas Guariroba. Na Capital, a atuação do Instituto Equipav se dará inicialmente por meio da peça teatral “Aventuras no Mundo Encanado”, que promoverá cultura e educação ambiental a 15 mil alunos.

ETE Imbirussu é inaugurada no Dia Mundial da Água (22 de março). Campo Grande ganhou uma das mais modernas estações de tratamento de esgoto (ETEs) do Brasil. Na ETE Imbirussu, a Águas Guariroba investiu R$ 16,5 milhões. A obra faz parte das ações do Programa Sanear Morena 2, que está expandindo a rede de esgoto para 42 mil moradores de 33 bairros da região urbana do Imbirussu.

2012
2012

Lançado em abril, no dia 28/04, o Programa Sanear Morena 3, pela Águas Guariroba, com a finalidade de disponibilizar o serviço de esgoto coletado e tratado para 100% da população de Campo Grande.

Águas Guariroba é eleita uma das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil, segundo ranking do Guia Você S/A, da Revista Exame, editora Abril. A premiação foi realizada em São Paulo, no dia 05/09.

Iniciadas as obras de construção da segunda estação de tratamento de esgoto da cidade, a ETE Imbirussu. O empreendimento tem a finalidade de viabilizar o acesso ao esgotamento sanitário em 33 bairros da cidade, beneficiando diretamente 42 mil pessoas residentes na região Urbana do Imbirussu.

Concessionária firma parceria com Recanto das Ervas para construção de viveiro no Parque ETE Los Angeles. Sala de estudos é construída e entregue pela Águas Guariroba para alunos do Projeto Bom de Bola, Bom na Escola da região do bairro Jardim Colorado.

2011
2011

A Águas Guariroba inaugura o Parque ETE Los Angeles, garantindo uma opção de lazer para a comunidade do bairro ETE Los Angeles e região. O espaço com 95 mil metros quadrados abriga um campo de futebol, parquinho para crianças, quadras de areia e uma ampla área verde. Além de uma base permanente da Polícia Militar Comunitária para oferecer segurança ao público.

O Parque ETE Los Angeles também funciona como local para o desenvolvimento de atividades do projeto “Bom de Bola, Bom na Escola”. No campo de futebol crianças e adolescentes tem contato com o esporte e também com noções de disciplina e cidadania.

A Águas Guariroba desativa a estação de tratamento de esgoto (ETE) Coophatrabalho. A ação significa resultados em qualidade de vida dos moradores do entorno. O que representa mais um compromisso da empresa com a população.

Lançada nas escolas de Campo Grande a campanha educativa “De olho no óleo”, para estimular a coleta seletiva e reciclagem de óleo de cozinha utilizada na cidade.

2010
2010

A Águas Guariroba lançou no dia 12/02, o Programa Emissão Limpa– iniciativa da empresa que consiste na retirada de uma certa quantidade de carbono da atmosfera através de investimentos em projetos ambientais. O Emissão Limpa é um programa que permite a neutralização total ou parcial das emissões de gases de efeito estufa.

A Águas Guariroba iniciou o Programa Emissão Limpa nas suas instalações tendo quatro focos:

• emissão dos gases produzidos pelas estações de tratamento de esgoto;

• consumo de combustível dos carros da frota da empresa;

• consumo de energia elétrica;

• consumo de papel.

2009
imgPadrao

A Águas Guariroba lança o Selo de Qualidade da Água. A iniciativa tem como objetivo evidenciar a importância de se utilizar a água tratada para consumo humano e criar uma cultura de se exigir água de qualidade em todos os lugares.

Implantação do Viveiro de Mudas da ETE Los Angeles.

Conclusão do plano de contingência do sistema de abastecimento de água de Campo Grande. Dentro do Plano de contingência foram interligados os Sistemas Pioneira x Dom Antônio x Centro Oeste (17.600 m de adutora e implantação de elevatória de água, investimento total de R$ 4.000.000,00); Novos Estados x Nova Lima (perfuração do poção Novos Estados-CGR213, implantação de 2.500 m de adutora e instalação de elevatória de água, investimento total de R$3.500.000,00); Sistemas Centro Oeste x Moreninha (4.600 m de adutora e implantação de elevatória de água, investimento total de R$ 1.350.000,00). O programa beneficiou 220.000 pessoas.

2008
imgPadrao

A Águas Guariroba deixa de utilizar o córrego Desbarrancado como fonte de abastecimento.

A equipe administrativa da Águas Guariroba ganha uma nova sede e se muda para o prédio da rua Antonio Maria Coelho, n. 5.401 (14 de abril).

PIG – A Águas Guariroba inicia o trabalho de limpeza e desobstrução das adutoras do Guariroba e do Lageado com a utilização de um pig (torpedo). O objetivo é, através da limpeza, aumentar a vazão da captação. Com o tempo as adutoras ficam com material sedimentado nos colos e incrustações nas paredes dos tubos, o que reduz muito a vazão. O recurso da limpeza com torpedo percorrendo toda a tubulação é semelhante à tecnologia usada pela Petrobrás para limpar as suas tubulações. A cada manutenção, todos os procedimentos são rigorosamente observados. O trabalho envolve equipes da Manutenção, Eletro-mecânica, Fraudes, Segurança no Trabalho, Pitometria, Serviços Gerais e CCO.

Água de Reuso – Para contribuir com o meio ambiente e a conservação da água, a Águas Guariroba implanta um projeto de reutilização da água da lavagem dos filtros nas suas duas Estações de Tratamento de Água, a ETA Guariroba e ETA Lajeado. Esta ação minimiza o impacto no meio ambiente, já que é uma forma de reutilizar a água, um bem hoje considerado finito. Além disso, se economiza energia e se evita o desperdício de produtos químicos utilizados no tratamento.

A Águas Guariroba inaugura o seu novo CCO – Centro de Controle Operacional (16/10). O Centro de Controle Operacional contém equipamentos de alta tecnologia que possibilitam monitorar o sistema de abastecimento de água e também a coleta e tratamento dos esgotos de Campo Grande. Através do CCO é possível controlar, em tempo real, os serviços de produção, reservação e distribuição de água, recalque dos esgotos através das estações elevatórias de esgoto, a programação dos serviços nas redes, instalações e equipamentos, bem como efetuar a segurança patrimonial das instalações da empresa. O CCO funciona 24 horas, todos os dias do ano, inclusive finais de semana e feriados.

Conclusão do Programa Sanear Morena – O Sanear Morena foi lançado pela Águas Guariroba em março de 2006 para duplicar a rede de esgoto em Campo Grande até dezembro de 2008, disponibilizando o serviço para 50% da população. O investimento, de R$198 milhões, foi obtido através de financiamento junto à Caixa Econômica Federal. A Águas Guariroba antecipou e superou a meta estabelecida, disponibilizando rede de esgoto para 58% da população. Com o Programa Sanear Morena, a empresa implantou 707,08 km de rede coletora de esgoto, 54.401 ligações domiciliares, 56 km de interceptores, linhas de recalque e emissários, além de 7 novas estações elevatórias e uma grande estação de tratamento de esgoto – a ETE Los Angeles. A estação recebeu, neste ano, o plantio de 70.000 mudas no seu entorno.

Desativação das ETEs Mário Covas, São Conrado e Salgado Filho.

A Águas Guariroba é classificada em primeiro lugar, na categoria empresa privada, na eleição da ”Empresa do Ano da Revista Saneamento Ambiental – 2008”. O processo de votação é feito pelos leitores a partir de uma lista elaborada pelo corpo editorial da revista, que escolhe três empresas de cada categoria (privada, municipal e estatal). Para fazer as indicações o corpo editorial analisa cada uma das empresas que participam do ranking “As Maiores do Saneamento”, elaborado anualmente pela revista Saneamento Ambiental. Nessa análise, são verificados os avanços conseguidos em seis itens:

1- investimentos na ampliação dos serviços de água e esgoto;

2- extensão do índice de cobertura do atendimento no abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto;

3- redução dos níveis de perda;

4- conservação de mananciais;

5- modernização do serviço;

6- política ambiental.

Entra em operação mais um poço que utiliza água do Aquífero Guarani. Ele está localizado no bairro Novos Estados.

2007
imgPadrao

0800. A Águas Guariroba inicia um atendimento gratuito 24 horas por dia através do telefone 0800-64-24827.

Início das atividades da fábrica de hipoclorito. Instalada ao lado da estação de tratamento de água Guariroba, a fábrica tem capacidade para produzir 10 mil litros de hipoclorito por dia. O hipoclorito de sódio é um composto obtido através da eletrólise da salmoura (solução de água purificada e sal grosso) e tem propriedades oxidantes e desinfetantes, sendo um dos principais produtos utilizados no tratamento da água e do esgoto. A Águas Guariroba é a primeira empresa de saneamento no Brasil a fabricar hipoclorito para seu consumo próprio.

2006
imgPadrao

A Águas Guariroba lança o Sanear Morena, o maior investimento privado em saneamento básico realizado por uma empresa no Brasil. O Programa nasce com a missão de, em três anos, duplicar a rede coletora de esgoto de Campo Grande.

A Águas Guariroba faz o plantio de 35.000 mudas no entorno da represa do córrego Guariroba, 3.600 mudas no entorno da represa do córrego Lageado e 5.700 mudas nas estações elevatórias de esgoto.

A Águas Guariroba lança o PRP – Programa de Redução de Perdas do sistema de abastecimento de água com a meta de chegar a 2010 com 28% de perdas.

A Águas Guariroba cria a Ouvidoria da empresa.

2005
imgPadrao

Os Grupos Bertin e Equipav assumem o controle acionário da Águas Guariroba (10/11).

2003
imgPadrao

A Águas Guariroba recebe, pela primeira vez, o certificado da ISO 9001;2000 pelo seu sistema de gestão de qualidade nos serviços de água e esgoto.

2000
imgPadrao

14/07 – A Comissão especial de licitação torna público que a licitação foi ganha pelo Consórcio Guariroba, composto pelas empresas Cobel, Sanesul e Agbar – Águas de Barcelona.

18/10 – Assinatura do contrato de concessão dos serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande entre a Prefeitura Municipal e a Águas Guariroba, empresa criada pelo Consórcio vencedor da licitação.

23/10 -Transferência dos serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

1999
imgPadrao

22/02 – A Sanesul retoma, por decisão judicial, os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

28/05 – A Águas de Campo Grande retoma, por decisão judicial, os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

31/05 – A Sanesul retoma, por decisão judicial, os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

15/06 – A Águas de Campo Grande retoma, por decisão judicial, os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

16/07 – O Supremo Tribunal Federal decide em última instância que a Águas de Campo Grande deverá operar os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande até o julgamento da ação principal.

13/09 – Assinatura do Termo de Acordo entre o Governo do Estado e a Prefeita Municipal, onde a mesma se obriga a licitar os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

1998
imgPadrao

A Prefeitura cria a Águas de Campo Grande, empresa municipal de saneamento, que assume os serviços públicos de água e esgoto de Campo Grande.

Mais um poço que utiliza água do Aquífero Guarani é perfurado, desta vez nas imediações da ETE Salgado Filho.

1997
imgPadrao

Neste ano entram em operação mais 6 poços que utilizam água do Aquífero Guarani. Eles estão localizados nos bairros Coophasul, Azaléia, Nova Bahia, Pioneira II, Taveirópolis, Moreninhas.

2008
imgPadrao

ÁGUAS GUARIROBA RECEBE PRÊMIO TOP EMPREENDEDOR

A Águas Guariroba encerrou o ano de 2008 recebendo o Troféu Top Empreendedor 2008 concedido às 60 empresas nacionais que mais se destacaram durante o ano nos setores comercial, industrial, prestação de serviços e de profissionais liberais. Esta premiação é feita pela revista Top of Business, de São Paulo, e está na sua quarta edição. Os critérios avaliados pela revista são talento, produtividade e, principalmente, a capacidade de empreender – reconhecendo as empresas brasileiras que mais contribuem para o crescimento e desenvolvimento do país. O Troféu Top Empreendedor 2008 elegeu as companhias que têm como diferenciais o desenvolvimento de produtos inovadores, tradição no mercado nacional, prêmios recebidos, responsabilidade social e certificados de qualidade adquiridos.

1995
imgPadrao

O contrato de concessão entre a Prefeitura Municipal de Campo Grande e a Sanesul é prorrogado por 40 meses.

1994
imgPadrao

A Sanesul perfura os primeiros super poços para captação de água do Aquífero Guarani (bairros Pioneira, Nova Lima e Coronel Antonino).

1985
imgPadrao

O sistema Guariroba entra em operação, funcionando cerca de 5 horas por dia, pois não havia consumo para toda a água produzida.

1979
imgPadrao

Com a divisão do Estado, a concessão dos serviços públicos de água e esgoto é transferida para a Sanesul – Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul.

1975
imgPadrao

A concessão dos serviços públicos de água e esgoto é transferida para a Sanemat – Empresa de Saneamento de Mato Grosso.

1966
imgPadrao
A Prefeitura Municipal de Campo Grande cria o SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto.
1964
imgPadrao

O DNOS foi encarregado de realizar obras urgentes para o suprimento de água e esgoto de Campo Grande.

1961
imgPadrao

O escritório técnico Saturnino de Brito estuda a possibilidade de adução de águas pelo córrego Lageado.

1957
imgPadrao

O prefeito Marcílio de Oliveira Lima estende a rede de água para o bairro Amambaí.

1944
imgPadrao

Entra em funcionamento uma nova rede de distribuição, feita conforme conveniências locais ou pessoais, sem nenhum planejamento.

1939
imgPadrao

É implantado o sistema de abastecimento Desbarrancado, constituído pelos córregos Desbarrancado e Joaquim Português, com pequena capacidade.

1937
imgPadrao

O prefeito Eduardo Olimpio Machado contrata um escritório para a elaboração de um projeto de sistema de abastecimento de água e de esgoto para Campo Grande mas, devido a problemas financeiros, não conseguiu realizar a implantação.

1924
imgPadrao

O intendente Arnaldo Estevão de Figueiredo obtém a anuência dos militares para aproveitamento da sobra da captação do córrego Jacinto. São implantados 12.385 metros de rede de água, abastecida pelo reservatório Mariquinhas e que atendia 179 ligações.

1923
imgPadrao

Em 1921 o então ministro da Guerra João Pandiá Calógeras transferiu de Corumbá para Campo Grande o comando da Circunscrição Militar, que congregava todas as unidades sediadas no estado de Mato Grosso, originando a construção dos quartéis no bairro Amambaí, o que gerou a necessidade de abastecimento de água. Coube então ao Exército, em 1023, a tarefa de implantar, para uso próprio, o primeiro sistema de captação superficial de Campo Grande, construído na cabeceira do córrego Jacinto.

Share Button